quarta-feira, 7 de julho de 2010

O drama Di Santinni

Alardeei a quem quisesse ouvir que surpreendentemente eu havia encontrado uma bota adorável na Di Santinni. Havia decidido, inclusive, comprar pela loja virtual (coisa que eu confesso ser um ponto POSITIVO da marca, apesar de não ter feito a compra), mas depois de calcular o tempo que ela levaria para chegar, desisti e resolvi comprar direto na loja.
Péssima decisão...

Problema número 1:
Fui à uma loja em Copacabana, onde não tinha a tal bota, mas a mocinha me disse que na loja da Barra (...) tinha. Ok girl...

Problema número 2:
Antes de me deslocar atééééééééééééééééééééééééééé a Barra, resolvi ligar na loja para confirmar a informação que recebi. Ninguém atende, em horário nenhum e em nenhum dos 5 números de telefone que constam no site...

Problema número 3:
Fui até aquela lonjura daquele shopping, afinal de contas se uma vendedora da loja me disse que lá tinha a tal bota, não teria erro. TCHARAN! Ao chegar lá não tinha, ou melhor, NUNCA TEVE. E não bastasse, o vendedor ainda me disse que "é realmente muito difícil conseguir falar nos telefones da loja" e que a colega de Copacabana deveria ter "passado um rádio" para a loja para se informar melhor. Virou as costas e me largou lá....

Por sorte existe a My Shoes, com uma bota ainda mais incrível e por um preço ainda mais cativante (pelo menos nesta época de liquidações)!

Que fique claro: Minha reclamação aqui se deve ao PÉSSIMO ATENDIMENTO nas LOJAS Di Santinni, onde não se consegue falar por telefone, os vendedores te tratam feito uma mosca na vitrine e dificilmente se encontra os melhores produtos. Nada posso dizer sobre o funcionamento virtual, pois não cheguei a utilizá-lo.

Um comentário: