segunda-feira, 9 de agosto de 2010

O frissom dos esmaltes


Quem me conhece sabe que eu sempre tive um problema, uma espécie de vício besta em esmaltes. De repente isso virou um negócio para dezenas de mulheres de todas as idades, em todos os lugares do mundo onde mulheres podem ser mulheres (em pleno 2010 isto ainda é proibido em alguns lugares, mas isto é treta pra outro post...).

Acho válido...até a página 2. Assim como os infindáveis blogs sobre maquiagem e beleza (e vem aí um post sobre o assunto!), aparentemente não há muita pesquisa, somente um excesso apavorante de informação
! Gosto e rosto, cada um tem o seu, mas tenho visto muita atrocidade por aí. Combinações infelizes, marcas bizarras, gente fazendo dívida no cartão para comprar esmalte japonês (!!!), um desespero quando não se acha 'aquele roxo incrível que a Lady Gaga estava usando!'. Gente...

A validade desse lálálá todo é que muitas marcas passaram a testar suas coleções e melhorar suas qualidades em função desse redescobrimento do esmalte enquanto acessório de moda. Novas marcas apostam suas fichas e aprendem com quem já fazia e com quem usa. Todo mundo fica sabendo se determinada marca dá alergia ou se os pincéis não são bons, e tudo isso é sensacional! Mas aí começam as viagens....


Eu, adepta do simples nacional (tanto para empresas quanto para a vida, hahaha), venho à público esclarecer: Você colega que saiu correndo e comprou toda a coleção de esmaltes flúo da Impala e agora está se sentindo ridícula, não fique assim! Faz um bazarzinho de esmaltes, anuncia no seu Twitter e troque por outros! Não se sacrifique usando algo que você SABE que não rolou pra você.
Vamos a um exemplo: Estou usando, hoje, um tom de verde extremamente escuro com um leve tonzinho metalizado por cima. Resolvi testar, achei chique por ser inverno e os dias estarem meio cinzentos. Mas o verde pistache é uma temeridade para mim!

No geral, cores neutras, básicas e terrosas funcionam.
Então se você fez um estoque de nudes (o bom e velho BEGE), marrons (e todos seus nomes-da-moda), brancos (e suas variantes off-white), vermelhos e rosas, e arriscou num azul satin e num pretão, pronto! O resto você testa, sem compromisso, com alguma amiga mais ousada. Se rolar, rolou!


Ah sim! Sobre as fotos: Eu joguei "esmaltes" no Google, e foi o que catei para ilustrar o post. Se alguém tiver os direitos das imagens, favor entrar em contato. Mas sabem como é, jogou no Google, virou domínio público ;-)

Um comentário: